sábado, 29 de novembro de 2014

A Torre Acima do Véu - Roberta Spindler

Descobrir o livro “A Torre Acima do Véu” me deixou extremamente feliz. É uma ficção científica jovem, com uma pegada distópica, escrito por uma autora nacional e é muito bom! Muita gente acha que ficção científica é coisa só de autor estrangeiro, mas a Roberta Spindler mostra que existe sim ficção científica brazuca, e que nossa produção também é incrível. Adorei a história e a personagem principal, a Beca, uma saltadora corajosa que se aventura pelos prédios mais altos em arriscadas missões.

A Torre Acima do Véu
A Torre Acima do Véu - Roberta Spindler


Uma neblina misteriosa surge matando quem encontra pela frente. A única chance de sobreviver é se abrigando nos prédios mais altos, nos arranha-céus. Mas esse “véu” nebuloso não desaparece, e os sobreviventes precisam se organizar e criar uma nova estrutura social, tendo que sobreviver nos últimos andares de alguns prédios. É nessa sociedade enclausurada nas alturas que Beca nasceu. Mas Beca possui uma habilidade especial, ela é uma saltadora, e essa alteração é uma consequência da neblina.  Como Beca, muitos outros jovens nasceram com habilidades especiais, eram corredores, oráculos ou teleportadores. Mas a neblina também gerou aberrações, humanos e animais que sobreviveram dentro do véu e se tornaram monstros, fortes, ferozes, com veias azuladas protuberantes pelo corpo. Esses humanos monstruoso passaram a ser chamados de sombras e se tornaram uma fonte de perigo constante para os sobreviventes.

Beca, seu pai e seu irmão formam uma equipe que resgata objetos (equipamentos, alimentos, remédios, produtos de higiene, roupas...) em prédios abandonados ou em andares mais baixos, próximos demais do véu.  Recebem missões de diferentes tipos, e com diferentes empregadores, como A Torre, o centro de comando e organização dessa nova sociedade, ou os Falcões, facção que se rebelou contra o controle da Torre, considerando-a autoritária e despótica.

Mas tudo começa a dar errado quando o pai de Beca aceita uma dica do Rato para conseguir um cubo de energia. O Rato é um personagem intrigante, misterioso e metido a engraçadinho, mente para conseguir o que quer, gosta de perturbar a Beca. A tentativa de conseguir esse cubo de energia faz Beca enfrentar cães e aves infectados pela névoa, além de um concorrente, um teleportador. A partir dessa missão complicada, a vida de Beca começa a virar de cabeça pra baixo, e tudo aquilo que ela sabia sobre o seu mundo começa a mudar radicalmente.

A história foi muito bem elaborada, me deixou curiosa até o fim e querendo mais. A Beca é uma personagem ótima, determinada, corajosa, defende sua família com unhas e dentes. Mas foi o Rato que me cativou, desde o início ele me deixou com a pulga atrás da orelha, com a sensação que ele tinha muito mais coisa por trás da máscara de canalha engraçadinho, e não me decepcionei. A Roberta Splinder criou um mundo incrível, uma sociedade complexa, com novas regras e estruturas, mas também com seus desajustados e marginais. Gostei muito da estrutura familiar da Beca, seu pai durão que adotou duas crianças, a forma em que ela e o irmão se complementam, as dificuldades na relação dela com o pai quando tudo começa a dar errado.

Gostei muito de “A Torre Acima do Véu” e estou na espera da continuação, a Roberta Spindler deixou um gancho incrível para um novo livro, e eu já estou ansiosa para ler!

A Torre Acima do Véu é uma publicação da Giz Editorial 





2 comentários:

  1. Uau! Eu fiquei totalmente instigada por tudo nessa história. Não sou uma fã indesculpável de ficção cientifica porque o futuro distante sempre foi para mim uma fonte de angústia, já que cresci com um pessoas que falavam muito do apocalipse, mas tenho aprendido que esse gênero pode ser uma fonte de diversão simples ao mesmo tempo que vai além puxando várias reflexões sobre o presente e para onde as decisões tomadas nele nos levarão ou poderão nos levar... As vezes ficção cientifica parece uma exercício de historicizar um tema as avessas!

    ResponderExcluir
  2. LOL, eu já estava de olho nesse livro, primeiro porque a capa é simplesmente perfeita e não tinha percebido que era de autora nacional. Agora minha vontade de lê-lo estar maior. Ótima resenha :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...